Tête-à-tête com a Tati

Liberdade: verdade ou ilusão?

O que é liberdade para você?

Para o dicionário, substantivo feminino, que pode ter as seguintes definições:

“Nível de independência absoluto e legal de um indivíduo, de uma cultura, povo ou nação, sendo nomeado como modelo (padrão ideal).

Característica da pessoa que não se submete.
[Por Extensão] Alternativa que uma pessoa possui para se expressar da maneira como bem entende, seguindo a sua consciência.
[Filosofia] Aptidão particular do indivíduo de escolher (de modo completamente autônomo), expressando os distintos aspectos da sua essência ou de sua natureza.

Diante desses significados, eu te pergunto, você se considera livre de fato?

Eu não me considero! Aliás, quanto mais minha visão se expande, mais vejo e tomo consciência de quantas jaulas me prendem!

Grades invisíveis sustentadas pelo inconsciente coletivo, familiar! Invisíveis, mas poderosíssimas! Grades que constituem jaulas nefastas denominadas preconceitos!

E a dinâmica dessas prisões são assustadoras!

Ideias são propagadas com a finalidade de atender o interesse de uma minoria, minoria esta poderosa, que usa de sua força para disseminar ardilosa e estrategicamente tais pensamentos, que sorrateiramente tomam conta de uma população inteira!

É hora de dar um basta em muitas destas ideias! É hora de despertar desse sono letárgico! O tempo é outro, adentramos a era de aquário, a nova era, onde o soberano deve ser o amor! Chega desses preconceitos que segregam, separam, discriminam e ferem!

Pense comigo, porque você se limita a agir, preocupado com a opinião de sua família, dos seus amigos, da sociedade? Por que simplesmente você não segue sua intuição e seu coração?

Por que você odeia seu corpo, por que compara esse templo sagrado que é sua casa com outros corpos de revistas cheio de fotoshop?

Por que você se mata de trabalhar num emprego que odeia, e não se move em busca de outro que esteja mais alinhado com você? Por que não se permite experimentar outras profissões, fazer novas tentativas? Quem disse que tem você tem que ter uma única profissão durante toda uma vida?

Por que você mantém um relacionamento de merda, abusivo, só para dizer a sociedade que tem alguém?

Por que você nunca para, faz uma pausa e olha para si mesmo, para as suas vontades, seus desejos, suas necessidades?

Que absurdo é esse que a maioria da população vive como máquinas, repetindo mecanicamente as mesmas atividades, os mesmos padrões diuturnamente uma vida inteira!

Eu sei que dói sair de mecanicismo, eu sei por que eu ainda luto para me desvencilhar completamente dele! Porém, permanecer nele estava me doendo ainda mais, muito mais!

Sentir na pele alguns preconceitos me feriram muito, ser taxada de velha demais, gorda demais, doeu! Ser desaprovada por quem quer que seja, dói, porque a gente deseja pertencer! Porque nossa essência é puro amor, e é isso que ela busca, busca se reconectar com esse amor verdadeiro, que a minoria de nós está disposta a dar e a receber!

Agora, dilacera muito mais quando a rejeição vem de nós mesmos! Quando pautados em manter a mesma linha de pensamentos (jaulas) dos nossos familiares, amigos e sociedade, tentamos nos formatar dentro dessas grades que não nos cabem!

Te convido a um chega! A ir dando basta a um a um desses pensamentos preconcebidos que não agregam positivamente nada!

Convido a estar na presença de sua essência, se olhar com amorosidade, com acolhimento e compaixão e começar a trilhar o caminho da liberdade com coragem (cor + agem = Coração + ação)!

Mas eu preciso te alertar que quando iniciar seu movimento de liberdade, muitos se afastarão, muitas conexões serão perdidas, porém a medida que seu autocuidado for aumentando, sua alma se manifestando, uma nova frequência estará sendo emitida e outras pessoas alinhadas a esse novo padrão vibracional irão chegar, basta paciência e persistência!

Eu sei que essa jornada de se libertar dessas jaulas invisíveis é bastante desafiadora, pois o amor que temos por aqueles que nos cercam, irá nos paralisar por vezes! E vou te dar uma dica que tenho usado, não precisa se livrar do amor deles, basta se livrar das jaulas, e quem sabe no futuro a sua liberdade os contagie, e se não contagiar, tudo bem também, todos temos direito de escolher caminhar como bem entendermos!

E que não aceito mais é que as jaulas permaneçam invisíveis, eu vou lutar para que todos vejam que elas existem e que podem escolher sair delas ou permanecer!

Meu movimento é pela liberdade de Ser, ser você do seu jeito! Assim como quero apenas ser Eu, do meu jeito (mutante)!

#sejaverdadeiramentelivre

PS.: Esse texto veio através de mim e para mim!

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *