photo of a woman sitting beside statue
Tête-à-tête com a Tati

Teimosia ou persistência?

Algo que tem me chamado bastante atenção é o significado e a energia das palavras, pois a minha essência é uma apaixonada pela metafísica e em como ela age sobre nossa parte física.

Por esse motivo as palavras tem me saltado aos olhos e deixado de ser apenas palavras, tenho estado muito presente a elas e pasmem, muitas delas, refletindo o que acontece conosco, estão totalmente distorcidas remetendo a energias e significados muito diferentes da sua origem.

E porquê tenho feito isso de me ater às palavras? Pois elas também podem ser um bom instrumento nesse caminho de nos tornarmos melhores!

Convido você a refletir sobre duas palavras agora, Teimosia e Persistência! Antes de continuar a leitura desse texto simplesmente repita cada uma delas e sinta em você quais impressões, sensações elas trazem.

Agora vamos a breves análises etimológicas dessas palavras:

TEIMA, TEIMOSIA –  do Latim thema, “assunto, argumento, tese”, do Grego thema, “o que se propõe”, literalmente “algo estabelecido”.

PERSISTENTE –  do Latim persistere, “continuar com firmeza”, de per-, “totalmente”, mais sistere, “ficar firme, ficar em pé”.

E algumas definições:

“Teimosia: Apego obstinado às próprias ideias, gostos etc.”

“Persistência: Ação ou efeito de persistir. Qualidade do que dura; que persiste.”

Em alguns dicionários essas palavras aparecem como sinônimos, mas será que são?

Agora vou trazer a minha percepção sobre ambas e te convido a refletir comigo…

A energia da palavra teimosia chega até mim, de uma forma negativa e pejorativa, remetendo a continuar preso a alguma ideia pré-estabelecida custe o que custar, de maneira a estar indisponível, fechado a qualquer reflexão e possibilidade de mudança, traz inclusive uma sensação de alienação.

Já a palavra persistência me traz a sensação de movimento, de fluxo, de um desenvolvimento contínuo de algo sobre o qual se tem convicção, porém com uma postura de discernimento.

A teimosia predomina na seara física, já a persistência alcança a metafísica, ou seja, aqueles que vivem muito apegados a vida material, por vezes se fixam às ideias que não são suas, e as defendem com unhas e dentes, e se questionamos, buscamos justificativas com o teimoso, por vezes recebemos de volta um ataque de argumentos defensivos e vazios.

Ao contrário, aqueles que tem uma visão mais metafísica, ou seja, além desse mundo material, geralmente tem uma postura mais aberta à reflexão e à análise, fazem suas escolhas pautadas no sentido do que o objeto/ideia escolhida lhe proporcionam, impulsionam, e se você questiona uma pessoa persistente ela saberá argumentar com clareza os seus motivos, claro que através de suas convicções.

Qual tem sido sua postura? Você é um teimoso ou um persistente? Qual dessas posturas pode agregar mais no seu atual momento de vida, na sua atual forma de viver? E qual o seu interessante ponto de vista sobre tudo isso?

Fica meu convite diário para mais uma reflexão.

Beijos na alma!

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *