two unhappy multiracial women in room
Tête-à-tête com a Tati

A causa que de fato vale a pena lutar!

Vejo propagandas, campanhas, movimentos e protestos brigando, argumentando, lutando, pela liberdade, poder ser livre para usar a roupa que se quer, falar o que se quer, se comportar como bem entender, transar com quem quiser… enfim são inúmeras bandeiras e causas…

Mas fica aqui algumas questões, que me faço e compartilho: quais dessas causas e dessas bandeiras realmente estão alinhadas à essência do seu Ser? O que de fato é uma necessidade Interna, Verdadeira, e quais outras necessidades são apenas do Ego, apenas uma necessidade de afirmação de uma identidade, um personagem?

Eu não sou contra movimentos libertários, muito pelo contrário, mas quantos destes direitos que você reivindicou, você já vivenciou e de fato trouxe a você a sensação de plenitude, de apaziguamento?

E me refiro à um apaziguamento mais duradouro, menos fugaz, porque o Ego se esbalda quando realiza o que quer, mas o contentamento dele é efêmero.

Faço aqui um parêntese para dizer que o Ego faz parte de nós e tem desejos que são legítimos! Mas minha provocação é para irmos além…

Pois estamos ficando viciados em lutas e conquistas no plano físico, material, já que estamos, a grande maioria de nós, mortos para o que de fato a vida poderia ser!

A humanidade jaz doente, cada um preocupado com o próprio umbigo, levantando bandeiras que lhes são convenientes, lutando ferozmente para se convencer da própria coragem, que na verdade esconde a covardia que toma conta de nós e não nos deixa ultrapassar a barreira do físico e encontrar o que de fato pulsa em nós que é nossa Alma!

Tudo certo continuar lutando pelo que sua identidade tem afinidade, mas experimente conhecer e dar vazão às demandas da sua alma!

Beijos na alma!

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *